Centrais Sindicais farão Dia de Luto em 7 de agosto

Centrais Sindicais farão Dia de Luto em 7 de agosto

FONTE: Assessoria de Imprensa As Centrais Sindicais (CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central, CSB, CSP/Conlutas, Intersindical, Intersindical/Instrumento de Luta, CGTB e Central Pública) estão organizando um Dia Nacional de Luto e de Luta para protestar e alertar a sociedade sobre as medidas equivocadas e desastrosas do governo Bolsonaro, que desorganizaram e confundiram as ações de enfrentamento à pandemia da Covid-19, colocando o País na iminência de atingir 100 mil óbitos nesta semana. Diante disso, no dia 7 de agosto (sexta-feira), as centrais sindicais e suas entidades filiadas – sindicatos, federações e confederações - irão realizar atos, protestos e paralisações em todas as regiões do Brasil. Em milhares de fábricas, trabalhadores (as) ficarão parados por 100 minutos; em algumas cidades, os sindicalistas acenderão velas e colocarão cruzes em locais públicos. Há também uma campanha incentivando os brasileiros a colocarem pano branco nas janelas como forma de lembrar a situação que atravessamos. Vale ressaltar que, além de ter contribuído para a perda de milhares de vidas, o descaso e o descontrole com os quais o governo tratou a pandemia lançaram o Brasil numa das maiores crises econômicas e sociais de toda a sua história, com a extinção em massa de empregos e de empresas. As Centrais Sindicais vão cobrar, também, a manutenção do auxílio-emergencial de 600 reais até dezembro/2020, fortalecimento do SUS (Sistema Único do Saúde), ampliação das parcelas do seguro-desemprego, mais equipamentos de proteção individual e coletivo para as categorias essenciais e mais créditos para as micros e pequenas empresas. AGENDA: DIA NACIONAL DE LUTO E DE LUTA - atos, protestos e paralisações Data: 7 de agosto